Visitas

quinta-feira, 6 de julho de 2017




"O TEU BEIJO ENTRE MIL
O teu beijo.
( ... ) Mesmo de olhos vendados eu ia descobrir o teu beijo entre mil beijos,
a tua boca entre mil bocas,
o sabor da tua saliva entre mil sabores,
o teu cheiro entre outros mil,
a tua pele por entre todas as que tocasse,
o teu cabelo entre todos os que acariciasse........
O amor apura-nos os sentidos,
descodifica a nossa outra metade,
está para além da nossa visão,
está para além de nós próprios.
O amor descodifica o que os olhos vêm,
vai para além do que nos é dado ver,
vai para além do que as palavras possam dizer,
está para além de todas as demonstrações,
de todos os afectos.
O amor vive-se nos silêncios,
fazemo-lo crescer nas palavras que trocamos,
edificamo-lo,
damos-lhe forma - a nossa forma!
O amor é sempre único,
único na sua diversidade,
na forma como se manifesta,
como é vivido,
como é partilhado.
Por isso não se pode descrever ou definir.
Vive-se simplesmente."

 MDH

Sem comentários:

Enviar um comentário