Visitas

segunda-feira, 20 de junho de 2016

JÁ SE FALOU TANTO EM AMOR, AMIZADE E PAIXÃO... Que tal falarmos do que não é amor?







Já se falou tanto em amor, amizade e paixão...



Que tal falarmos do que não é amor?



Se  precisa de alguém para ser feliz, desde já digo que isso não é amor ….
É CARÊNCIA.

Se  tem ciúmes, inseguranças e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo tendo consciência e  sabendo que não é o que “gostava” para si, e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros que lhe parecem todos rivais, isso não é amor ….
É FALTA DE AMOR PRÓPRIO.

Se  acredita que sua vida fica vazia sem essa pessoa; não se consegue  imaginar sozinho/a e mantém um relacionamento que já acabou, mesmo só mentalmente, ou  porque não tem vida própria ou porque não tem coragem de tomar uma atitude – e muitas das vezes até pensa que só existe em função do outro - isso não é amor ….
É DEPENDÊNCIA.

Se  acha que o ser amantissimo lhe pertence; sente-se dono(a) e senhor(a) da sua vida ( dele/a ) e de seu corpo; não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar o seu domínio, isso não é amor ….
É EGOÍSMO.

Se não sente desejo; não se realiza sexualmente; prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa, mas, porém, sente prazer em estar ao lado dele/ a, isso não é amor ….
É AMIZADE.

Se  discutem por qualquer motivo; morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa; nem sempre fazem os mesmos planos; discordam em diversas situações; não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor ….
É DESEJO.

Mas, se o seu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso; a sua temperatura sobe e desce vertiginosamente, apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor  …..
É PAIXÃO.

Atenção a este ultimo paragrafo que pode sufocar os outros  …………e nnão chegaa!!!!!!!!

Agora, passando estas palavras para vós, palavras e opiniões minhas que valem o que valem, porque são só de um curso superior de uma vida vivida com muita atenção e com “exames” feitos com algum cuidado  !!!!!!

E, para  quem estiver de acordo comigo, ou estiver a viver alguma situação idêntica, sabendo desde já o que não é o amor, ( na minha opinião )  fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e procurar resolver a situação. Mesmo que a situação se confunda às vezes, o correcto é que avalie a "PRESENÇA" e a "AUSÊNCIA" da pessoa que esta junto a si e se o/a quer para seu par na sua vida e diante do resultado dos seus sentimentos irá perceber se algumas das situações referidas mais acima são temporárias ou caracterizam definitivamente seu tipo de relacionamento.
Porque a "convivência" faz com que o tempo transforme o que é AMOR em “ETERNIDADE COM PENA” ou  eternidade penosa que é igual, nada mais horrível do que viver lado a lado com alguém só por pena…………….. é muito triste.

Juro que a minha intenção não é dar lições a ninguém, não sou psicóloga, nem conselheira de nada, somente já vivi o tempo suficiente para saber e transmitir certas situações também vividas por mim . Também penso ser a minha missão aqui nesta bolinha azul, ajudar o próximo. Espero ter transmitido algo de útil para alguém.


Fiquem bem, vivam bem e aproveitem bem a vida!!!!!

1 comentário:

  1. Excelente texto!
    De extrema importância a distinção do que é Amor e o que é Desamor... estas relações do que parece que... e que não passam de meras Elações...

    ResponderEliminar