Visitas

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

SER MÃE E SER MÃE ESPECIAL....



SER MÃE  E SER MÃE ESPECIAL....

Ser uma Mãe Especial não nos torna melhor ou piores , apenas nos pode  ensinar a ser mais humanas e humildes. Sou mulher e como todas, tenho defeitos, qualidades, sou ansiosa, preocupada, alegre e triste, tenho dias bons e menos bons...
Também erro e me decepciono,  ficando mais sensível, aos factos, mas como mãe especial   também me tornei mais guerreira, e mais forte .
Fica-se com o sentido mais apurado. Onde muita das vezes se consegue ver que a melhor beleza está na alma, vibramos mais com as conquistas, e também choramos mais... Ser uma mãe especial è  dar valor para pequenas coisas e acreditar que tudo é possivel....

Tornamo-nos mais resilientes , o que  significa a habilidade de lidar e superar as adversidades, transformando experiências negativas em aprendizado e oportunidade de mudança. Ou seja, "dar a volta por cima", tendo mais  capacidade de enfrentar crises, traumas, adversidades,  transformações, rupturas e desafios, elaborando as situações e recuperando-se diante delas",  ( às vezes!!!! O ser humano tem os seus limites ).
Acontece algumas vezes a confusão entre  “resiliente” e “resistente” ; uma pessoa resistente é aquela que 'segura as pontas', resistindo a situações de pressão. Já uma pessoa resiliente, além de suportar a pressão, aprende com as dificuldades e os desafios, usando sua flexibilidade para se adaptar e sua criatividade para encontrar soluções alternativas",
E para Ser uma Mãe Especial temos de ter ambas as coisas muito apuradas …..

Hoje dia 18 de Fevereiro é de certa maneira uma data muito especial para mim……
Foi a partir deste dia,  há 36 anos para cá que passei a ser  também Uma Mãe Especial...

Sim, eu sou uma das mães especiais que existem por esse mundo fora…
Ser uma mãe especial é saber viver num mundo de questões para as quais não temos respostas.
Ser uma mãe especial é... perceber em cada sorriso, em cada conquista, em cada vitória a nossa missão...e encontrar nesses pequenos GRANDES gestos algumas das respostas!!
É nunca aceitar o que nos aconteceu mas aprender a ir aceitando!!
É conseguir sensibilizar todos aqueles que nos rodeiam para a diferença,  tendo sempre como princípio, que apesar da patologia, das dificuldades, e das limitações... os nossos filhos são seres humanos e tal como todos nós...e podem ser felizes como todos  mas, é se a Sociedade o permitir e os encarar com igualdade!

É demonstrar a tudo e a todos que o amor de mãe é mais forte do que qualquer deficiência ou preconceito!! E que cada preconceito é pequeno demais diante da grandiosidade e pureza do amor que sentimos pelos nossos filhos.
É pensar e tentar  acreditar que nada acontece por acaso!! Acreditar que a chegada de um filho diferente aconteceu porque “Alguém” quis fazer de nós pessoas melhores, pessoas especiais, capazes de valorizar as coisas mais simples da vida... porque esse “ Alguém” considerou que éramos capazes de assumir essa responsabilidade! e é assim desta maneira que teremos de pensar em nome da nossa paz de espírito de mães e mulheres especiais ….. 

Saber viver um dia de cada ve….

Ser uma mãe especial também é procurar, investigar, experimentar e esgotar todas as possibilidades que existem no mundo à nossa volta!!

É ...chorar muito em silêncio, durante dias e anos a fio mas também rir, rir muito ….
É saber gerir as emoções, para não perturbar ainda mais que está junto a nós. .

É ser uma lutadora ….é lutar com todas as forças e saber levantar-se quando se é derrotada, e tantas e tantas vezes a derrota rodeia-nos e somos apanhadas por ela, mas nunca desistindo, ir sempre em frente e conseguir ultrapassar sempre os obstáculos, mesmo sabendo que a seguir a queda vai ser grande. É acreditar com convicção. Ser uma mãe especial é  ser capaz de tudo, até mesmo do impossível!!

 É, perceber que nós também temos muito que aprender, e que os nossos filhos também têm muito para nos ensinar, não só ao Mundo como à Sociedade , Sociedade esta que ainda  tem muitos “fantasmas”, relativamente às “diferenças”...Tudo isto  ajuda a entender que também  amor verdadeiro é conhecer alguém (criança ou adulto, com necessidades especiais ou não) exactamente onde ele ou ela está – sem se importar com ou como eles “deveriam ser”.
Criar um filho com algumas necessidades especiais destrói todos os “deveriam ser” que nós idolatramos e construímos ao redor da nossa vida  e coloca outra coisa no núcleo: Amor e Compreensão.
Então, talvez isso me leve à última coisa que  provavelmente, não sabem sobre um pai ou mãe especial…é duro mas mesmo muito duro para mim, mas eu  sinto-me, de muitas maneiras, realmente uma mulher abençoada e espacial alem de mãe!!!!
Parabéns filho especial …..  adoro-te do fundo do coração e com todas as adversidades e partidas que a vida nos pregou, cada um à sua maneira, seremos uns vencedoras desta Vida e felizes à nossa maneira …

Para ser mãe especial temos de ter um filho especial e tu serás sempre um filho ESPECIAL dentro do meu coração...


SOMOS GRANDES DE CORAÇÃO CORPO E ALMA ……. 

Sem comentários:

Enviar um comentário