Visitas

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Como nós nos vimos ao espelho ?

Como nós nos vimos  ao espelho ?

A maneira como nos vemos tem reflexo nas nossas acções. Na verdade, nem toda agente investe tempo em si, em olhar para o seu interior, em tentar conhecer-se. Entretanto, ainda assim, pelas palavras, pelo modo de agir é possível notar como a pessoa se reconhece como gente, e como ser humano.

E é exactamente isso que faz a psicologia. E porque é que o Técnico Especialista,  escuta, escuta  uma pessoa? Básico ; para poder identificar, por meio das palavras, dos gestos, das expressões quem é aquela pessoa que está ali à sua frente. Na verdade, quem nós procuramos por vezes para nos ajudar,  identifica a maneira como a pessoa se vê e, a partir disso, actua para ajudar o paciente a se descobrir,  e a tornar-se  uma pessoa a gostar de si próprio  ….

Por diferentes motivos, muitas das vezes há  que pessoas têm uma visão distorcida de si mesma. Não conseguem ver a beleza que é a vida e o potencial que possuem para dar a cada dia um novo sentido, vêem-se como fracassados, e acabam por carregar um fardo de culpas… Isso por experiência própria, gera insegurança, medo, vergonha, ansiedade. Assim como incapazes, infelizes, e  mal amados.
E reagem por norma afastando-se  das pessoas ….

E o que é isto? Como se chama? Pode-se chamar por exemplo “AUTOESTINA”…...  mais uma vez com conhecimento de causa, tratar desse tema e tratar de alguém, para nós leigos na matéria é bastante complexo.
Porque, temos limitações, e ninguém é tão saudável emocionalmente a ponto de não possuir fragilidades.
Mas é preciso e é obrigatório estar bem consigo mesmo. O primeiro passo, é  conhecer-se e  aceitar-se, a seguir ,  cuidar de si, reconhecer as virtudes, os valores, e os “(des)valores” corrigir  o mau e aproveitar e “agarrar” o que temos de bom com as duas mãos,  sim !!! estas, são atitudes fundamentais para que nos possamos aceitar.
Quem se sente patinho feio, age como patinho feio.
E o mundo em que vivemos não tolera pessoas mal resolvidas. Os coitadinhos são rejeitados, são tratados com desprezo… No máximo, com pena, coisa horrível ….

Portanto, num mundo duro, cruel, egoísta, se não cuidarmos de nossas emoções, se não tratarmos do nosso coração, dificilmente alguém vai olhar e estender-nos a mão para ajudar.
Vamos vivendo num eterno vazio existencial e nunca saberemos o que é felicidade.

E como diz Ana Carolina

Pessoas vazias e mal resolvidas são corpos sem alma, não têm essência que desperte interesse, não têm sentimentos que tiram o fôlego. São meras embalagens”


Sem comentários:

Enviar um comentário