Visitas

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

As cores de Vieira da Silva ....



Depois da sua morte, entre os seus papeis, foi encontrado este belíssimo texto.

Eu lego aos meus amigos

Um azul cerúleo para voar alto.
Um azul cobalto para a felicidade.
Um azul ultramarino para estimular o espírito.
Um vermelhão para o sangue circular alegremente.
Um verde musgo para apaziguar os nervos.
Um amarelo ouro_ riqueza.
Um violeta cobalto para o sonho.
Uma garança para deixar ouvir o violoncelo.
Um amarelo barife ficção científica e brilho, resplendor.
Um ocre amarelo para aceitar a terra.
Um verde veronese para a memória da primavera.
Um anil para poder afinar o espírito com a tempestade.
Um laranja para exercitar a visão de um limoeiro ao longe.
Um amarelo limão para o encanto.
Um branco puro pureza.
Terra de siena natural_ a transmutação do ouro.
Um preto sumptuoso para ver Ticiano.
Um terra de sombra natural para aceitar melhor a melancolia negra.
Uma terra de siena queimada para o sentimento de duração!

Não me canso nunca de ler estas palavras ...

Sem comentários:

Enviar um comentário