Visitas

domingo, 21 de agosto de 2011

Continuando com as minhas teorias ....

Continuando com as minhas teorias ….

Cheguei a uma conclusão muito importante, senão a mais importante, para fortificar a nossa autoconfiança é preciso estarmos sempre do nosso lado. O sentimento de culpa, que de vez em quando surge quando não ficamos ao “nosso lado”, não nos ajuda em nada, pois, se sem querer “prejudicamos alguém” e depois entendemos que fizemos mal, a culpa não vai voltar a situação para o que era antes da acção. Assim, ficar ao nosso lado, em situação de culpa é, penso eu, entender que erramos e assumirmos a postura de quem não pretende mais errar. O entendimento, ou compreensão, são sentimentos que muito prezo.
Recentemente, descobri duas frases que resumem bem “o que é ficar ao nosso lado” diante de situações adversas. …
Se um dia, a vida lhe voltar as costas… dê-lhe um bom pontapé no cu….!!
Daqui posso entender o conceito de nos permanecer-mos fieis às nossas convicções e intenções mesmo quando tudo parece estar contra nós e todo o “teimoso” considera sempre o seu argumento nobre e correcto. Enfim, a ideia é ser firme mesmo quando tudo vier em sentido contrário, tirando partido da vida, p’ra vida não tirar o partido de nós, como se costuma dizer.
A outra frase que revela uma autoconfiança de ferro;
Se os factos estiverem contra mim, azar dos factos! (grande frase!!!)
O máximo, não é? Confesso estar a alguma distancia desta postura tão segura e desprendida. Mas tudo bem, estamos aqui, creio eu, justamente para aprimorarmos a nossa conduta ao longo da trajectória das nossas vidas e compartilho este ponto de vista justamente porque creio que este sim, é um óptimo caminho a ser escolhido para o desenvolvimento da nossa autoconfiança ….

Sem comentários:

Enviar um comentário