Visitas

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Lutar, lutar e lutar contra o tédio ....


Um assunto que me tem vindo a preocupar enquanto ser humano é a ociosidade, a falta de imaginação de ideias para estarmos ocupados. Esta falte de imaginação a que eu me refiro, se nós deixarmos, apanha não só a mente como a pouco e pouco a nós próprios, e a isso eu chamo tédio, (tédio, solidão, rotina inércia, falta e motivação etc), todas estas palavras têm como objectivo a destruição de uma mente sã, e na maioria das vezes, não me querendo referir a coisas mais graves, como depressões, e tudo o mais referente ao foro psíquico, e é normalmente o que acontece, cama, cigarros, bebida e televisão, tudo coisas inúteis sendo em excesso.
Assim estando ficamos simplesmente viajantes do espaço que ocupamos, esquecendo o maravilhoso que é o nosso intelecto, que a natureza nos brindou, e que tanto pode ser explorado com as suas potencialidades .
Também em alguns momento sofro deste mal, mas rapidamente dou o salto, às vezes, até para escrever estas linhas falta a coragem, e lá vêm as desculpas, "ando muito ocupada", "falta de tempo", "estou muito cansada" também é verdade que acontece mas normalmente essas desculpas só servem de disfarce para uma "acomodação" que é preciso estar sempre atento....
Por vezes o ser humano não se apercebe que possui um grande potencial criativo, e esse potencial a que me refiro não tem nada a ver com as artes , pintura, escultura etc. mas sim em várias áreas; todos nós somos bons nalguma coisa, por vezes é a falta de oportunidade, que não nos permite usar esse potencial criativo.
Ficar parado à espera é que não, o tentar produzir qualquer coisa, se não conseguirmos sozinhos, pedimos ajuda, não faz mal nenhum nem fica mal, é preciso é não estar parado! alguém disse um dia " o ficar parado deixa o pó aumentar nas juntas do pensamento" estou completamente de acordo, ler um livro, levar o cão à rua, dar uma passeata, ir à ginástica, enfim tanta coisa que se pode ocupar o tempo e porque não ir até à net ?
Quando digo produzir, não é para fabricar, porque nós não fabricamos nem ideias nem conceitos, cultivamos, o que é diferente, o produzir é ter uma atitude no sentido platónico, que quebra aquele ciclo vicioso que estamos a viver naqueles momentos.
E assim meus amigos, quem fica arrumado numa estante, ao pó, nunca pode reclamar que está infeliz, tem de ir à luta, para poder mostrar a toda a gente o porquê de estar neste mundo..
para sermos felizes ...
Tanto luto por este tema, e ao meu lado tanta inércia !!! quando um não quer, dois não podem ....
"Uma grande jornada começa apenas com um pequeno passo"
J. Lenoir

Sem comentários:

Enviar um comentário