Visitas

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Recordar João de Deus é para mim um ...


Recordar João de Deus é para mim um privilégio, com o seu método de ensino da leitura assente na Cartilha Maternal escrita por ele em 1876, onde eu e os meus filhos demos os primeiros passos para algo maravilhoso que é o saber ler e escrever, esta homenagem do tamanho de um grão de areia é feita com todo o sentimento que me vai na alma, ao poeta, pedagogo, jornalista e advogado ....


E todas as crianças que aprenderam a ler na Cartilha Maternal, espero que tenham encontrado sempre alguém com tempo, ternura, paciência e dedicação, ( são estas palavras que a Cartilha exalta) para as ajudar a decifrar o mistério das palavras. Que sintam a alegria como eu senti ao juntar as primeiras sílabas e tal como eu, também tenham formado as ideias e as histórias que me lançaram à descoberta do mundo ...


Lembro também com muita ternura o inicio da formação académica dos meus filhos, no colégio João de Deus com a Manela, a Rosário, e a Luzinha 3 senhoras maravilhosas que seguiam criteriosamente , o que o seu avõ e bisavõ tinha implantado com este método de ensino, o tal do tempo, a ternura, a paciência e a dedicação.
______
A beleza da simplicidade ...
.
Com que então caiu na asneira
de fazer na quinta-feira
Vinte e seis anos, que tolo! que tolo!
Ainda se os desfizesse ...

Mas fazer não parece
de quem tem muito miolo!
Não sei quem foi que me disse,
que fez a mesma tolice
Aqui o ano passado...

Agora no ano que vem, aposto
como lhe tomou o gosto,
Que faz o mesmo? coitado!
Não faça tal: porque os anos
só nos trazem desenganos
e fazem a gente velhos...

Faça outra coisa: que em suma
Não fazer coisa nenhuma,
Também não aconselho,
Mas anos, não caia nessa!
Olhe que a gente começa
às vezes por brincadeira,
Mas depois se habitua,
Já não tem vontade sua,
E fá-los queira ou não queira ...


Sem comentários:

Enviar um comentário