Visitas

domingo, 17 de novembro de 2013

A minha alma está desfeita ....


A minh'alma assiste sem nada entender
Toda multidão que agora se aglomera
No triste e pequeno espaço de uma capela
Onde jaz um corpo inerte ao perecer.
 Gente que esqueceram que ele existia
Agora rezam um terço com santidade
Dizendo que sentirão muita saudade,
Mas na verdade vejo que é hipocrisia. 
Mundo onde um dia chegou chorando
E que hoje deixa sorrindo e levitando
Liberto da matéria carente de afeição,
amor e ternura….
 
Trazem em mãos flores que negaram
Sobra o tempo que não dispensaram
Mas de repente já não há obstáculos
e o tempo já chegou….
Agora? Já não vale mais a pena …
Ele não sabe, ele já não vê ….
 
Saudade, saudade eterna…. meu querido Tó!!!

 

Sem comentários:

Enviar um comentário