Visitas

sábado, 12 de junho de 2010

Lembrando Álvaro Cunhal ....

Na minha infância e no decorrer dela, não foram só as touradas que a marcaram, foi algo mais importante que julgo ter ajudado a minha formação, e ser a pessoa que sou hoje , não vou vou falar de valores que fui vendo e seguindo , mas, pessoas que existiam "secretamente" e que eu muito pequena, ouvia o meu pai falar normalmente com um tio meu, do qual ficava muito curiosa e perguntava sempre; quem é o ... ? , e a resposta era sempre a mesma; -" são pessoas que tu não conheces, e isto não são assuntos para crianças "- e pronto, lá ia, vencida mas não convencidada, e mais tarde tropeço nessas mesmas pessoas, Soeiro Pereira Gomes, Alves Redol, Carlos e Octávio Pato (grandes amigos do meu pai) etc. etc. e Álvaro Cunhal ...

E pronto, foi esta a maneira que eu encontrei mais airosa para começar esta minha página, hoje dedicada a Álvaro Cunhal , neste dia 12 de Junho, 5 anos após ter desaparecido deste mundo que concerteza gostaria de ter visto muito mais bem tratado e regido por outros valores....

A minha homenagem é feita com as palavras transcritas de uma revista, que tenho emoldurado no meu escritório.....

O Sol
A vida heróica de um combatente, seja ele quem for, merece admiração, quando não muito respeito. Em todas as revoluções acontece repressão, morte heroísmo, prisão, fuga e tortura. E, no entanto é condição essencial ser-se Homem do seu tempo para deixar marcas para o futuro.

Em termos de mitologia politica existe uma figura do século XX que influenciou e marcou verdadeiramente -Cunhal. A Constituição, a economia e a cultura foram marcos. Revolucionário à sua maneira, morreu pobre. Nunca foi acusado de corrupção. Deus o iluminou fazendo que odiasse esta democracia representativa que escravizava pessoas.

Preso 11 anos, 8 dos quais em total isolamento, com mais de 1 de incomunicabilidade. A minha homenagem vem com Marguerite Yourcenar -"Quando estás presente, a tua figura dilata-se até ao ponto de encher o Universo. Quando estás ausente alcanças as concentrações dos metais mais pesados. Morro desse peso, quando ele cai sobre o meu coração"...



Sem comentários:

Enviar um comentário